Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10760
Título: Efeito do treinamento resistido e suplementação do picolinato de cromo sobre a composição corporal e função contrátil de cardiomiócitos de ratos obesos
Autor(es): Estevãm, Wagner Müller
Orientador: Leopoldo, Ana Paula Lima
Coorientador: Leopoldo, André Soares
Data do documento: 30-Mai-2018
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Introdução: A obesidade é uma doença complexa, multifatorial caracterizada pelo acúmulo excessivo de tecido adiposo, descrita como fator de risco independente para doenças cardiovasculares. A elevação do tecido adiposo promove consequências ao coração caracterizadas por alterações na remodelação ventricular, disfunção sistólica e diastólica. A suplementação com picolinato de cromo (PiCr) tem sido utilizada com a finalidade de promover diminuição da gordura corporal e aumento de massa muscular. Enquanto que treinamento físico (TF) como é utilizado como ferramenta não farmacológica na redução no peso corporal, minimizando riscos relacionados com a obesidade. O treinamento resistido (TR) é reportado pelos benefícios na melhora da composição corporal e da função cardíaca. Todavia a associação entre a suplementação com PiCr e o TR sobre a adiposidade corporal e a função cardíaca na condição de obesidade necessita ser investigada. Objetivo: Avaliar a composição corporal e o desempenho miocárdico de ratos obesos suplementados com PiCr e submetidos ao TR. Métodos: Ratos Wistar foram induzidos e expostos à condição de obesidade e redistribuídos nos grupos: Controle (C); Controle suplementado com PiCr (CSp); Controle submetido ao TR (CTr); Controle suplementado com PiCr submetido ao TR (CSpTr); Obeso (Ob); Obeso suplementado com PiCr (ObSp); Obeso submetido ao TR (ObTr) e Obeso suplementado com PiCr submetido ao TR (ObSpTr). Os grupos controles receberam dieta padrão e os grupos obesos dieta hiperlipídica. O protocolo de TR em escada foi realizado por 8 semanas, 3 vezes por semana. O treinamento foi constituído por 4 a 5 séries com intensidades progressivas de 50%, 75%, 90% e 100% da carga máxima (CM), ao término da 4ª série, o animal foi submetido a 5ª série com 100%CM + 30g. Foi realizada análise do perfil nutricional, pressórico, glicêmico, lipídico, hormonal, determinação do teor de água do pulmão e fígado. Além disso, foram analisados o peso total do coração e suas respectivas relações com o comprimento da tíbia. A análise da função contrátil dos cardiomiócitos foi realizada por meio da técnica de cardiomiócito isolado. Os dados foram expressos em média ± desvio padrão ou mediana ± intervalo interquartil. As comparações entre os grupos C e Ob foram realizadas por teste t-students. Para as comparações dos demais grupos utilizou-se ANOVA duas vias, complementada com teste post hoc de Bonferroni ou Holm-Sidak. O nível de significância adotado foi de 5%. Resultados: Observou-se que o peso corporal final e a gordura corporal do grupo Ob mostraram-se diferentes estatisticamente em relação ao grupo C. Entretanto a suplementação com PiCr e o TR não promoveram alteração nessas variáveis. Os resultados do presente estudo mostram que a condição de obesidade promoveu prejuízo pontual da função contrátil de cardiomiócitos evidenciado pela redução do percentual de encurtamento, entretanto, o menor T50% Relax, sugerindo efeito protetor da obesidade no relaxamento miocárdico. Considerando os tratamentos isolados com PiCr ou TR na condição de obesidade, visualiza-se função contrátil de cardiomiócitos preservada. Em contrapartida, a interação entre o PiCr e TR promove prejuízo no relaxamento miocárdico. Conclusão: O TR associado à suplementação com PiCr na condição de obesidade não foi capaz de modificar a composição corporal e atenuar o dano cardíaco, evidenciado pela redução do percentual de encurtamento. Em adição, a interação entre os tratamentos, treinamento resistido e suplementação com picolinato de cromo, acarreta prejuízo no relaxamento miocárdico.
Introduction: Obesity is a complex multifactorial disease characterized by excessive accumulation of adipose tissue, described as an independent risk factor for cardiovascular diseases. The elevation of adipose tissue promotes consequences to heart characterized by changes in ventricular remodeling, systolic and diastolic dysfunction. Supplementation with chromium picolinate (PiCr) has been used to promote decreased body fat and increased muscle mass. While physical training is used as a non-pharmacological tool in reducing body weight and minimizing risks related to obesity. Resistance training (RT) is reported for benefits in improving body composition and cardiac function. However, the association between PiCr supplementation and RT on body adiposity and cardiac function in the obesity condition needs to be investigated. Objective: To evaluate the body composition and myocardial performance of obese rats supplemented with PiCr and submitted to RT. Methods: Wistar rats were induced and exposed to the condition of obesity and redistributed in the following groups: Control (C); Control supplemented with PiCr (CSp); Control submitted to RT (CRT); Control supplemented with PiCr submitted to RT (CSpRT) ;; Obese (Ob); Obese supplemented with PiCr (ObSp); Obese submitted to RT (ObRT) and Obese supplemented with PiCr submitted to RT (ObSpRT). C groups received standard diet and the Ob groups high-fat diet. The RT protocol consisted of climbing a vertical ladder performed for 8 weeks, for 3 times a week. RT consisted of 4 to 5 series with progressive intensities of 50%, 75%, 90% and 100% of the maximum load. After that, if the animal completed the 4th series it was submitted to 5th series with 100% of the maximum load plus30g. Nutritional analysis, blood pressure, glycemic, lipidic and hormonal profiles, determination of water content on lung and liver was performed. In addition, the total weight of the heart and its relation to tibia length were analyzed. Cardiomyocytes the contractile function was performed. Data were expressed as mean ± standard deviation or median ± interquartile range. The comparisons between groups C and Ob were performed by student’s t test. Two-way ANOVA was used to compare the other groups, complemented by Bonferroni or Holm-Sidak post hoc tests. The level of significance was 5%. Results: It was observed that the final body weight and body fat in the Ob group were statistically different in relation to C. However, supplementation with PiCr and RT did not promote change in these variables. The results of the present study show that the obesity condition promoted a punctual impairment of the contractile function of cardiomyocytes evidenced by the reduction of the percentage of shortening, however, the lower T50% Relax, suggesting a protective effect of obesity on myocardial relaxation. Considering the treatments isolated with PiCr or RT in the obesity condition, preserved contractile function of cardiomyocytes was visualized. In contrast, the interaction between PiCr and RT promotes myocardial relaxation damage. Conclusion: RT associated with PiCr supplementation at obesity condition was not able to modify the body composition and attenuate the cardiac damage, evidenced by the reduction of the percentage of shortening. In addition, the interaction between treatments, resistance training and supplementation with chromium picolinate, leads to myocardial relaxation dysfunction.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10760
Aparece nas coleções:PPGEF - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_12170_Dissertação - Wagner Muller Estevam.pdf1.34 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.